Mapa da Existência

Somos temporais, quando nos vemos em meio a tanta materialidade. Mas se percebermos e contemplarmos essa informação, já será meio caminho a percorrer no processo de nossa Reforma Interior. Nossa existência é uma mera caminhada de reconhecimentos e de despertares no processo evolutivo do espírito viajante.

Traçamos um “mapa” de viagem e de navegação e nos colocamos a par das nossas escolhas, das alegrias, das dificuldades e das desventuras, cada vez que planificamos as novas paragens e os novos destinos a serem trilhados.

São buscas e compreensões necessárias ao nosso bem-aventurado crescimento. A cada nova existência nos é permitido o amor, a sabedoria, a inteligência ativa e muitos outros atributos do Pai das Luzes, mas também as ideias de dor e de sacrifícios por nós mesmos elaborados. Os desequilíbrios da balança Cármica são de nossa concepção; o equilíbrio, de nossa responsabilidade.

Configuramos a dualidade como trajetória do saber, mas esquecemos que o segredo sempre será Uno. “Há presentes a Luz e a falta Dela”. Ambas têm pesos e medidas, porque acrescentar a escuridão e desequilibrar a balança que é Justa e Perfeita?

Nosso mapa é claro, com linhas objetivas, com rotas curtas e bem definidas. Por que nos desviarmos do caminho iluminado da evolução para nos sitiarmos em paragens desconhecidas? Serão provações do espírito ou mera desobediência à própria fé?

Por fim, o nosso “mapa da existência” nos valida como viajantes aptos a evoluir. Sorrir ou chorar são direções de cada mestre em suas personalíssimas escolhas, pois senhor de suas decisões e orientador de seus passos elegerá o horizonte que melhor lhe convier . . .

Gratidão, Luz e Amor,

0 comentários

Deixe um comentário

Quer se juntar a discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *