CURSO DE VOLUNTARIADO PARA PRATICANTES DE REIKI

reiki solidario foto 29 10 2017A Soph, Arte e Espiritualidade vem desenvolvendo sua missão de serviço à coletividade através da prática do método conhecido como Reiki. Esse método abriga em sua origem uma relação com a filosofia da era Meiji, no Japão e de seu imperador.

Ambas, a filosofia de vida e a prática do método traz à construção do Ser cujos caminhos para mudanças e transformações avançam em descobertas salutares, além dos aspectos de consciência e das relações emocionais .

Propicia um estado de espírito de si, equilibrado, sua energia se relaciona com a energia do universo. O Reiki não possui qualquer conotação religiosa, respeita as crenças saudáveis e constrói seres harmônicos e fraternos no âmbito da Práxis do bem viver, na sociedade. Acolhe e amorosamente “escuta” o caminho da felicidade.

Mestre Mikao Usui, o desenvolvedor do método Reiki Shiki Hyoho, nos ensinou que: “Reiki é a Arte que leva à Felicidade”. Arte, porque precisa de continuo aperfeiçoamento; felicidade, porque constrói dia a dia a lapidação do Ser em todas as suas matizes, como uma bela e amorosa obra de Deus.

Baseados em nossas experiências assistenciais com o Reiki Solidário Soph, e com a referência construtiva que o Reiki nos ensina, decidimos ampliar nosso grupo de trabalho voluntário, e para isto vamos oferecer um Curso de Voluntariado para Praticantes de Reiki.

Nesse curso serão oferecidos, além da experiência de alguns bons anos dessa prática solidária, a proposta de aumentar a nossa “família reikiana”; assim, exatamente neste aspecto de proximidade e de amizade em prol de um caminho de unidade, que esteja a serviço, e pelo serviço de doação e de amor ao coletivo.

A nossa compreensão é de que o praticante de Reiki deva maturar, minimamente, em práticas continuadas e orientadas antes de se relacionar ao convívio de ações e com a prática de voluntariado; pois lidar com medos e projeções e, principalmente, com as dores emocionais exige a firmeza do praticante, pelo menos tendo superado em si, a insegurança para doar e dar “presentes de amor” ao próximo.

Na maioria das vezes precisamos curar nossas crenças, nossos medos e nossas projeções, e entendemos que oferecer o que precisamos nos confortará. Há uma certa busca de identidade da dor!

Então, nesse emaranhado do Ser, que compreendemos a necessidade de nos precisarmos, e de nos prepararmos para sermos doadores comprometidos com o coletivo. Em alguns casos é o “chamado”, como costumam afirmar!

Isto também nos constrói e nos des-constrói. Mas, certamente, nos aperfeiçoa na caminhada. Precisamos estar conscientes de nós mesmos para estendermos as mãos, aplicar o método e sorrir; receber um abraço, e generosamente sermos gratos, apenas!

Estaremos disponibilizando o e-mail da Soph, atendimento@soph.com.br para recebermos dos interessados as dúvidas, as perspectivas e as inscrições. O curso acontecerá no ano de 2018.

Gratidão,

Sérgio Gubes

 

0 comentários

Deixe um comentário

Quer se juntar a discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *